terça-feira, 14 de agosto de 2012

Punk OI OI OI!



Abaixo um pouco da história do Streetpunk conhecido por Punk OI.
Todos acham que todos “CARECAS” são todos  skinheads neonazistas mais nem  todos   são, os Streetpunk/Oi!  tambem  são "CARECAS".
Boa Leitura


O Inicio do Punk OI
Street punk é o nome dado à uma uma variação do punk rock surgida no final da década de 1970 na Inglaterra com bandas como o Sham 69 (considerada como os pais do estilo), Cockney Rejects, Cock Sparrer, The 4-Skins e outras. O Streetpunk/Oi! era basicamente um punk rock vindo dos subúrbios, tinha como ideal ser uma revitalização do punk agressivo, realista, das ruas, sem a comercialização e a suavização da new wave. Era a música que segundo Gary Bushell, unia "punks, skins e toda a juventude sem futuro".
A designação do streetpunk pelo termo Oi! foi originado no início da década de 1980 pelo jornalista britânico Garry Bushell, termo esse retirado da música dos Cockney Rejects "Oi! Oi! Oi!". Porém, a subcultura já existia desde o final dos anos 1970, liderada por diversas bandas. A palavra oi! na gíria cockney, tem o mesmo significado da saudação oi! em português.
O Streetpunk/Oi! foi associado ao facismo e ao neonazismo, pois muitos skinheads neonazistas ouviam esse tipo de som e iam aos shows. Porém, várias bandas iniciais do estilo como Cockney Rejects, Sham 69, The Oppressed, The Redskins entre outras, se declararam publicamente contra essa associação. Jeff Turner, vocalista do Cockney Rejects, em sua autobiografia, descreve um incidente em que os membros da banda e seus roadies se envolveram em uma briga contra membros do British Movement num dos primeiros shows do Cockney Rejects. O Sham 69 parou durante um tempo de tocar ao vivo, depois que um concerto em 1978 no Middlesex Polytechnic foi interrompido por white powers simpatizantes do National Front que quebraram o palco. Com o passar do tempo, os skinheads neonazistas se ligaram mais ao RAC do que ao Streetpunk/Oi!.




Streetpunk/Oi! no Brasil
A popularidade do termo foi obscurecida na primeira metade da década de 1980. Musicalmente houve participações de duas bandas no festival punk O Começo do Fim do Mundo em São Paulo, que foi registrada com as músicas "Faces da Morte" do Dose Brutal e "Careca" do Neuróticos, no álbum gravado nesse festival.
O termo voltou a se tornar popular no começo da década de 1990 e atualmente é utilizado com diversos signficados: exclusivamente como nome do estilo musical; como referência à punks ditos "verdadeiros", que não estariam a seguir um modismo, punks ligados a grupos sem inclinação político-partidária.
Como o Streetpunk/Oi! é também escutado por skinheads e há bandas Streetpunk/Oi! com skinheads na formação, no Brasil, os punks puristas e mais extremos rejeitaram o estilo, pois no Brasil o termo Oi! é visto como "som de careca" e de direita ou nacionalista, então a maioria dos punks o rejeitam e o repudiam, mas isso não passa de preconceito. O Streetpunk/Oi! é uma espécie de revivalismo do punk rock, mais ligado à rua e ao realismo social.
Os termos streetpunk e Oi! continuam tendo o mesmo significado, o punk rock das ruas, feito tanto por punks como por skinheads.
Umas das principais bandas de Street Punk/Oi! dos ultimos anos ( 2000-2011 ) vem sendo a banda Norte-Americana The Casualties,que trouxeram a velha atitude punk,suas musicas rapidas e gritadas,vem sendo um sucesso entre os punk no Brasil,e no Mundo .


Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Street_punk
Foto:http://2.bp.blogspot.com/_B3dQLjr8_S0/TBA2RLg34sI/AAAAAAAAACs/-B0fV0Zl3P8/s1600/oi.jpg


Um comentário: